Conheça nossa trajetória

Histórico da Escola Centro Educacional Nádia Santos Rocha

             No ano de 1984, após fechamento da Escola Infantil Pingo de Gente, onde trabalhavam, Climene Santos Rocha, Denise Andrade e Cláudia Nascimento, como professoras, estas se uniram como sócias e deram continuidade a escola como nova empresa.
             O início dos trabalhos se deu em 08 de agosto de 1984, quando então iniciou o processo para escolha de nomes para a instituição.

             A partir de sugestões de pais, foi escolhido o nome “Mini-Ninho”, sugerido por Maria Helena Santos Neves, mãe dos alunos Rodrigo Neves e Lucyla Neves.
             O primeiro endereço foi no endereço da antiga escola , a Rua São Francisco, onde as sócias trabalhavam com turmas de 2, 3 ,4 e 5 anos, totalizando em média 20 alunos. No ano seguinte, houve a mudança de endereço para a Rua da Caridade, o aumento de alunos, admissão de alguns poucos funcionários e a entrada de mais uma sócia, Regina Andrade.
             No ano de 1986, a escola foi convidada a funcionar dentro de uma instituição escolar da cidade, que trabalhava com os segmentos de fundamental I , II e médio, iniciando um novo ciclo de trabalho. As sócias a partir de então se afastaram da sala de aula, assumindo a direção pedagógica e financeira da empresa.
             A estrutura se ampliou, se adaptando a faixa etária e também neste ano as sócias , Claudia, Denise e Regina se afastaram, entrando na sociedade Maria Helena Ribeiro Hugo.

             A parceria durou alguns anos, quando mais uma vez mudamos de endereço em 1993, iniciando uma parceria com a Faculdade de Filosofia e Letras, quando seríamos uma escola modelo para o curso de pedagogia.
             O aumento do número de alunos e de funcionários já era fato concreto.
             Em 1997 , quando as instalações físicas já não estavam sendo adequadas ao crescimento, a direção , em um gesto de ousadia, se tornou independente, alugando um casarão, no centro da cidade,à Rua do Amparo, onde o mesmo foi todo ocupado com turmas de faixa etárias de berçário ao II período, expandindo então para turmas de fundamental I.
             A instituição tornou parceira do sistema Positivo de Ensino, que muito sistematizou e auxiliou no avanço dos trabalhos, As turmas eram pequenas, mas durante o passar dos anos a escola já tinha mais de 200 alunos e uma média de 30 a 40 funcionários.
             Neste período a sócia Maria Helena Ribeiro Hugo saiu da empresa, ficando na mesma somente a fundadora Climene Santos Rocha.

             O sonho de educar só crescia, principalmente diante do reconhecimento da cidade e região. Porém as instalações não eram as melhores, apesar das várias adaptações e melhoramentos que eram feitos.
             Em 2008 iniciou então um grande e desafiante projeto de construção da sede própria, feita por um “amigo da escola”, grande empresário da cidade, que apostava no sucesso e retorno futuro.
             Em 2011 a escola então abriu as portas para atender os seus alunos no novo endereço, à Rua Tijuco, região central da cidade, com instalações modernas e totalmente adaptadas a faixa etária infantil, expandindo diante de intensas cobranças de pais para o fundamental II, médio, pré vestibular e pre concurso.
             Neste momento o então Mini-Ninho, passou por nova estruturação nas propostas Político Pedagógicas e no seu Regimento, se transformando então no CENASR- Centro Educacional Nádia Santos Rocha-,nome escolhido após sugestões de pessoas da comunidade, sendo este sugerido por Beth Gomes.
             Para atender às constantes mudanças inerentes à sociedade, o Centro Educacional Nádia Santos Rocha ,em parceria com o sistema COC de Ensino, trabalha desde 2011, um material didático que visa proporcionar aos educandos conteúdos pedagógicos e atividades socioculturais que priorizem o conhecimento, as competências e as habilidades indispensáveis ao ser humano.
             O material enfatiza os aspectos da vida em sociedade que valorizam o papel do indivíduo nas transformações do processo histórico, político e ético e na construção da identidade pessoal para o perfeito exercício da cidadania.
             As etapas da educação infantil tem como parceria para o material didático o SAE/IESDE. A escola conta hoje com 700 alunos em média distribuídos nos turnos matutino, vespertino e noturno, trabalhando com 95 colaboradores. Para atender as demandas o pré vestibular a partir do ano de 2013, funciona em outro endereço, no qual são também realizadas as aulas do contra turno do ensino médio.

             Acreditamos ser imprescindível orientar nossos educandos enfatizando seus diretos e deveres de cidadãos e, ao mesmo tempo, fortalecendo sua capacidade criativa e sensível. Portanto, canalizamos nosso trabalho para a questão afetiva, visto que é ela que impulsiona o indivíduo para frente ou o detém em seu desenvolvimento global, o que já era característica marcante da escola nos seus primórdios. A nossa instituição preza estar presente em todos os trabalhos da comunidade , divulgando e apoiando trabalhos diversos que são propostos pela cidade e região.

A Pedagogia Afetiva

             A nossa proposta consiste em oferecer maior espaço para o desenvolvimento da afetividade no ambiente escolar por meio da Pedagogia Afetiva. Aprender deve estar ligado ao ato afetivo. Se o aluno está equilibrado emocionalmente e motivado pelo professor (que passa a interferir na vida do aluno ao demonstrar-lhe a aplicação prática daquilo que está sendo ensinado e apresentado), ele aprende mais facilmente, pois o equilíbrio emocional contribui para o processo de aprendizagem.
             A afetividade na escola proporciona autoconfiança e autoestima. Por meio de uma relação segura, alunos e professores trabalham a interatividade e a troca de experiências, facilitando a comunicação, promovendo a união e maximizando as competências e capacidade de cada um.
             Embasando o material didático, a Pedagogia Afetiva enfatiza os aspectos da vida em sociedade que valorizam o papel do indivíduo nas transformações do processo histórico, político e ético, e na construção da identidade pessoal para o pleno exercício da cidadania.
             “A pedagogia do afeto não é, pois, ideologia que se aceita por acreditá-la simpática ou que se rejeita por achá-la singela ‘perfumaria’. Representa resultado de intenso estudo, certeza construída nos pilares de uma nova educação pensados por Piaget, por Cousinet e por muitos outros.”              Celso Antunes.

Conheça nosso colégio!

Educação infantil

Exploração das potencialidades da criança

Saiba mais

Ensino fundamental I

Desenvolvimento da capacidade de aprendizagem.

Saiba mais

Educação infantil

Exploração das potencialidades da criança

Saiba mais

Ensino fundamental I

Desenvolvimento da capacidade de aprendizagem.

Saiba mais

Ensino fundamental II

Desenvolvimento da capacidade de aprendizagem.

Saiba mais

Ensino médio

O ensino médio é a etapa final da educação básica

Saiba mais